terça-feira, 2 de setembro de 2014

Seleção Feminina é pentacampeã sul-americana. Confira o retrospecto

 Rafael Ribeiro / CBF
Seleção Brasileira Feminina é pentacampeã sul-americana - de seis edições existentes: 1991, 1995, 1998, 2003 e 2010. Este ano, 2014, o Brasil briga pelo hexacampeonato, por uma vaga no Mundial do Canadá 2015 (duas) e por uma vaga nos Jogos Pan-Americanos 2015 também no Canadá (quatro) - por ser dono da casa, a Seleção já tem vaga para as Olimpíadas Rio 2016.
Na primeira edição, em 1991, em Maringá, era apenas um grupo com Brasil, Venezuela e Chile. A Seleção goleou as duas equipes: 6 a 1 contra o Chile e 6 a 0 contra a Venezuela. Com os resultados, sagrou-se campeão.
Em 1995, a competição, realizada em Uberlândia, tinha apenas um grupo: Brasil, Argentina, Chile, Equador e Bolívia. A Seleção goleou o Equador por 13 a 0; 6 a 1 contra o Chile; 8 a 0 contra a Argentina; e 15 a 0 contra a Bolívia. O Brasil ficou em primeiro lugar, com 12 pontos, e a Argentina em segundo, com nove. As duas equipes então se enfrentaram na grande final: 2 a 0 para a Seleção Brasileira. Sissi foi a artilheira com 12 gols.
Em 1998, em Mar del Plata, na Argentina, o torneio já era disputado nos mesmos moldes de hoje, com dois grupos. Naquele ano, o Brasil ficou no Grupo A, com Peru (15 a 0), Colômbia (12 a 1), Chile (7 a 0) e Venezuela (14 a 0). Brasil e Peru passaram para as semifinais no Grupo A e Argentina e Equador, no Grupo B. A Seleção Brasileira goleou o Equador por 11 a 1; e decidiu o título mais uma vez com a Argentina: 7 a 1 e o tricampeonato. Roseli foi a artilheira com 16 gols.
Em 2003, em Lima, no Peru, o Brasil, por ter sido campeão em 1998, iniciou a disputa já na fase final. Argentina, Colômbia e Peru completavam o grupo da etapa final. No primeiro jogo, 3 a 2 contra as hermanas; depois, 3 a 0 em cima das peruanas; e por fim, 12 a 0 contra a Colômbia. Com três vitórias, a Seleção ficou com nove pontos; 18 gols marcados e dois sofridos; e mais um título sul-americano.
Em 2006, pela primeira vez, a Seleção Brasileira não conquistou o título, mas teve o melhor ataque (18 gols) e a artilheira da competição: Cristiane, com 12 gols. No torneio, em Mar del Plata, o Brasil estava no Grupo B, com Paraguai (4 a 1), Venezuela (6 a 0), Peru (2 a 0) e Bolívia (6 a 1). Na fase final, goleou o Uruguai e o Paraguai por 6 a 0, mas, na última rodada, perdeu para a Argentina por 2 a 0 e ficou em segundo lugar.
Em 2010, no Equador, a Seleção Brasileira ficou em primeiro lugar do Grupo B, com 12 pontos: Colômbia (2 a 1), Paraguai (3 a 0), Venezuela (4 a 0) e Uruguai (4 a 0). Na etapa final, goleou a Argentina por 4 a 0; goleou a Colômbia por 5 a 0; venceu o Chile por 3 a 1 e ficou mais uma vez com o título. Marta foi a artilheira com nove gols e o Brasil teve a melhor defesa, tendo sofrido apenas um gol.
Assessoria CBF

Duda/Canoas conquista o troféu Jornalista Marione Leite



O Centro Olímpico Municipal da cidade de Canoas foi o palco escolhido para a realização da grande festa do futebol feminino da grande Porto Alegre, organizada pela Liga Feminina de Futebol de Campo em parceria com a Prefeitura Municipal a Copa Canoas de Futebol Feminino foi decidida no último domingo dia (31).

Duas grandes equipes em campo para uma grande decisão, a AC Veteranos de Novo Hamburgo com um extraordinário trabalho de formação de atletas realizado por Flávio Bueno, trabalho reconhecido nacionalmente com atletas do seu elenco integrando a  base da seleção brasileira, de outro lado a equipe do Duda/Canoas da ex atleta Duda Luizelli que tanto ajuda o desenvolvimento da categoria e que também é destaque estadual e nacional na formação de atletas.

Com duas equipes altamente qualificadas não era de se esperar de forma diferente que a partida fosse muito equilibrada, muitas chances de gol em um jogo muito movimentado de bom nível técnico, os gols da equipe de Canoas foram marcados por Mitssa Farias e Carol Gomes, que marcou dois, pelo lado do A.C Veteranos Paloma Silva descontou e o placar finalizou com a vitória por 3x1 e o titulo da 1ª Copa Canoas de Futebol Feminino para a equipe do Duda/Canoas.

Além de conquistar o troféu Jornalista Marione Leite, a equipe Duda/Canoas teve a goleira menos vazada Kariny Gomes, duas jogadoras foram as goleadoras da competição juntamente com Paloma da equipe A.C Veteranos. Confira abaixo as informações da competição e a ficha técnica da partida


1ª Copa Canoas De Futebol Feminino


Campeã: Duda/Canoas

Vice-Campeã: AC Veteranos

3º Lugar: Ponte Preta
4º Lugar: Bgp

Goleadoras: 04 Gols
Jissele Machado (Duda/Canoas), Tais Marques (Duda/Canoas) e Paloma Silva (Ac Veteranos).

Goleira Menos Vazada: Kariny Gomes (Duda/Canoas).

Atleta Destaque: Daniella Zanolla (Duda/Canoas).

Ficha Técnica: Duda/Canoas 03 X 01 Ac Veteranos

Duda/Canoas
Titulares: Kariny, Matilda, Kethleen, Carolyne Capistano, Georgia, Daniella Zanolla, Daniela Borges, Daiane, Bruna Bahiana, Jissele e Caroline Gomes. Suplentes: Marciele, Tais Silva, Ana Carolina, Anna Flavia, Eduarda, Karina, Amanda E Mitsa Farias.
Treinador: Marcelo Lameira Borges

Ac Veteranos
Titulares: Suelen, Gisely Da Cunha, Thais Maciel, Josiane Rosa, Claudinéia, Nadia, Raquel, Jessica, Paloma, Bruna Gomes e Franciele. Suplentes: Deise, Djennifer, Fernanda Silveira, Gisele Vargas, Jessica Tamires, Denizandra, Nicolle E Michele Machado.
Treinador: Flavio Bueno (Cabelinho)

Gols: Caroline Gomes - Duda/Canoas (02 Gols), Mitsa Farias - Duda/Canoas (01 Gol) e Paloma Silva - Ac Veteranos (01 Gol).

Arbitragem: Osvaldo Barbosa e Cristiano Oliveira. 

Confira mais imagens:




Confira vídeo da partida: